Voltar

Três (bons) motivos para aprender inglês.

Nós já te mostramos 5 razões que acreditamos ser importantes aprender inglês, clique aqui para conferir. E pode até parecer óbvio: “aprender inglês é importante”, mas, como nem todo mundo sabe disso, vamos dar outros 3 bons motivos para aprender inglês.

1- Aprender inglês é fácil.

É isso mesmo, você não leu errado. O inglês é uma língua simples de aprender por várias razões, veja algumas delas:

I. Os verbos não tomam forma masculina e feminina. Por exemplo: Alta e Alto, em inglês, é simplesmente “tall”; Feio e Feia, “ugly”; Organizado e Organizada, “organized”, e assim vai…
II. A conjugação não muda em função dos pronomes pessoais (eu, tu, ele, nós, vós, eles). Geralmente apenas adicionamos “s” no final da terceira pessoa (he, she, it). Por exemplo: “I play soccer. ”, “She plays soccer.”.
Existem exceções para essa regrinha, mas é bem simples aprender.
III. Mesmo que o português e o inglês sejam idiomas bem diferentes, existem vários cognatos, que são palavras escritas de forma parecida e com o mesmo significado. Temos 3 exemplos aqui: “Future” = Futuro, “Idea” = Ideia, “Important” = Importante.

 

2- É muito fácil ter contato com a cultura americana.

Com a facilidade trazida pela internet é muito simples ter acesso ao que é consumido em outros países. Todos os anos vários filmes, séries, realitys e programas de TVs são lançados. Isso sem falarmos dos conteúdos independentes da internet, livros e, claro, das músicas.
Por isso, é simples aprender pronúncias, gírias, hábitos e costumes dos nativos da língua inglesa.

 

3- A ortografia é simples.

Em inglês não tem cedilha e nem acentos gráficos, consequentemente também não há crase, que é um problema para 9 em cada 10 brasileiros. A exceção fica por conta das palavras de origem francesa, como:

Fiancé e fiancée = noivo e noiva
Résumé = currículo
Déjá vu = sensação de já ter presenciado algo que, de fato, está acontecendo pela primeira vez.

É importante ressaltar que para nós, brasileiros, que estamos acostumados a usar o acento para diferenciar sons das sílabas, a ausência de acentos pode dificultar a pronúncia, mas nada que a prática não resolva.

 

E você, já está aprendendo inglês? Se não está, conte com a Academia de Línguas e comece já!

Voltar